Artigos

As redes sociais são, sem dúvida, a forma mais rápida e abrangente de que os clubes dispõem para comunicar com os seus adeptos. Hoje apresentamos-lhe o terceiro ranking dos clubes da Liga NOS nas redes sociais relativamente ao seu número total de seguidores. Nesta edição foram adicionados os números do Youtube.

Em termos agregados, verifica-se que o número de fãs dos clubes presentes nesta edição da Liga NOS no mês corrente corresponde a um total de 20.278.500, o que corresponde a um aumento de 0,5% face ao mês de Junho não contabilizando os números do Youtube de Julho. O Facebook agrega 58% dos seguidores enquanto que o Instagram representa 22%, o Twitter 18% e o Youtube 2%.

Em relação aos clubes, o FC Porto, SL Benfica e o Sporting CP permanecem no pódio com um crescimento mensal na ordem dos 0,5%, seguidos pelo SC Braga, sendo que os três primeiros clubes agregam 88% do total de fãs.

Nota 1: Valores arredondados às centenas.

Nota 2: Valores recolhidos a 20 de Julho de 2020.

Siga-nos no Facebook https://www.facebook.com/FootballIndustry e no Instagram https://www.instagram.com/football.industry/

As redes sociais são, sem dúvida, a forma mais rápida e abrangente de que os clubes dispõem para comunicar com os seus adeptos. Hoje apresentamos-lhe o segundo ranking dos clubes da Liga NOS nas redes sociais relativamente ao seu número total de seguidores.

Em termos agregados, verifica-se que o número de fãs dos clubes presentes nesta edição da Liga NOS no mês corrente corresponde a um total de 19.753.600, o que corresponde a um aumento de 0,2% face ao mês de Maio. O Facebook continua a agregar 59%, embora alguns clubes tenham registado quebras, enquanto que o Instagram passou a representar 23% e o Twitter 18%.

Em relação aos clubes, o FC Porto, SL Benfica e o Sporting CP permanecem no pódio com um crescimento mensal na ordem dos 0,1%, seguidos pelo SC Braga, sendo que os três primeiros clubes agregam 88% do total de fãs (menos 1% face ao mês anterior).

 

Nota 1: Valores arredondados às centenas.

Nota 2: Valores recolhidos a 19 de Junho de 2020.

Siga-nos no Facebook https://www.facebook.com/FootballIndustry e no Instagram https://www.instagram.com/football.industry/

As redes sociais são, sem dúvida, a forma mais rápida e abrangente de que os clubes dispõem para comunicar com os seus adeptos. Hoje apresentamos-lhe o primeiro ranking dos clubes da Liga NOS nas redes sociais relativamente ao seu número total de seguidores.

Em termos agregados, verifica-se que o número de fãs dos clubes presentes nesta edição da Liga NOS corresponde a um total de 19.722.800. O Facebook agrega 59% enquanto que o Instagram representa 22% e o Twitter 19%.

Em relação aos clubes, o FC Porto, SL Benfica e o Sporting CP ocupam o pódio, seguidos pelo SC Braga, sendo que os três primeiros clubes agregam 89% do total de fãs.

Nota 1: Valores arredondados às centenas.

Nota 2: Valores recolhidos a 20 de Maio de 2020.

Siga-nos no Facebook https://www.facebook.com/FootballIndustry e no Instagram https://www.instagram.com/football.industry/

Com a Liga NOS ainda a aguardar o seu início, o Football Industry analisou o desempenho dos 83 jogadores que ocupam as posições mais avançadas dos 18 clubes que fazem parte da competição e que participaram em pelo menos 50% dos jogos. Os indicadores analisados foram a sua eficácia (taxa de conversão – percentagem de remates transformados em golo) e a sua influência na equipa (peso dos seus golos no total do clube).

Eficácia

No que respeita à análise da taxa de conversão, Carlos Vinicius do SL Benfica destaca-se na primeira posição com 32% tendo marcado 15 golos em 22 jogos. É também, neste ranking, o que mais golos marcou até ao momento seguido de Fábio Abreu do Moreirense FC, Sandro Lima do Gil Vicente FC e Paulinho do SC Braga todos eles com 10 golos até ao momento. Dos 20 jogadores, apenas 4 pertencem a SL Benfica, FC Porto e Sporting CP. É importante também reforçar que não se trata de um ranking de golos marcados, mas sim, de um ranking de eficácia face ao número de remates efectuados por jogo transformados em golos.

Influência

Relativamente à sua influência (peso dos seus golos no total da equipa), Sandro Lima do Gil Vicente FC (15º mais eficaz) é o avançado mais influente até ao momento contabilizando 40% do total de golos da sua equipa e tendo participado em todos os jogos da Liga NOS. Observa-se também que 11 dos 20 jogadores que fazem parte do ranking dos avançados mais eficazes, fazem também parte da lista de atletas mais influentes.

O conceito de Market Pool
O Market Pool trata-se da componente variável dos prémios atribuídos pela UEFA aos clubes participantes na Champions League e Europa League correspondente ao valor dos direitos televisivos.
Este montante é repartido tendo em conta a dimensão do mercado televisivo do país de origem dos clubes, a posição final alcançada na liga doméstica da época anterior e o número de jogos realizados na edição corrente das competições da UEFA.
Como funcionam os critérios de distribuição do Market Pool?
A dimensão do mercado televisivo do país de origem é, sem qualquer dúvida, a principal responsável pela distribuição dos valores de Market Pool. No entanto, a posição alcançada na época anterior tem também impacto, sobretudo quando comparamos clubes do mesmo país. Deste modo, a título de exemplo, na edição de 2011/2012 da Champions League, apesar de o SL Benfica ter alcançado os quartos-de-final da competição e o FC Porto não ter ultrapassado a fase grupos, o valor do Market Pool atribuído ao campeão nacional em 2010/2011 foi superior ao do SL Benfica (€2.794.000 vs. €2.657.000).
Relativamente à dimensão dos mercados televisivos, é inequívoca a diferença entre países como Inglaterra e Portugal. Assim, verifica-se que, por exemplo, no caso dos clubes da Turquia, nas últimas quatro edições das competições da UEFA, 56% das receitas que receberam corresponderam ao Market Pool enquanto que, no caso dos clubes portugueses, este valor foi de apenas 20%.
Analisando um caso específico, em 2012/2013, o SL Benfica (2º classificado na liga portuguesa em 2011/2012) e o Chelsea (6º classificado na liga inglesa em 2011/2012), foram afastados da Champions League na fase de grupos. No entanto, o montante referente ao Market Pool atribuído ao clube português apenas correspondeu a 12% do valor recebido pelo Chelsea.
[table id=265 /]
 
E se o Market Pool não existisse?
Na semana passada, publicámos o artigo “Os 50 Clubes que Mais Receberam da UEFA (09/10 a 12/13)” onde apresentamos os valores totais recebidos pelos clubes como forma de prémio pela sua participação nas competições da UEFA. No entanto, se ignorarmos as receitas associadas ao Market Pool,  tendo assim apenas em conta a componente estritamente de desempenho, a lista publicada apresenta uma nova ordem. A título de exemplo, o Liverpool, que no ranking das receitas de Market Pool ocupa o 17º posto, encontra-se apenas na 48ª posição no ranking por receitas de desempenho. Na perspectiva oposta, o Shakhtar Donetsk, que ocupa a 12ª posição na lista em baixo, encontra-se apenas na 58ª posição no ranking de receitas de Market Pool.
TOP 50 – CLUBES QUE RECEBERAM MAIS RECEITAS DE DESEMPENHO DA UEFA (09/10 a 12/13)
[table id=266 /]
Os Valores dos Clubes Portugueses
Na tabela em baixo, apresentamos os valores dos prémios recebidos pelos sete clubes portugueses que participaram nas últimas quatro edições das competições da UEFA.
[table id=267 /]
Nota: Foram analisadas as últimas quatro épocas devido ao rebranding da UEFA Cup.
Siga-nos no Facebook! https://www.facebook.com/FootballIndustry