Artigos

At a time when most European leagues are about to end, we present five young players who stood out in those which are considered the five most competitive championships, namely, Barclays Premier League (England), Bundesliga (Germany), Liga BBVA (Spain), Ligue 1 (France) and Serie A (Italy).
MARIO GOTZE – Bundesliga
Mario Gotze made ​​an impressive season and has already been “rewarded” with a transfer to Bayern Munchen for about 37 million Euros. The player stands out for its passing, crossing, dribbling and vision ability. Gotze also presented an interesting goalscoring sheet being responsible for 12.5% of Borussia Dortmund‘s goals in 12/13 Bundesliga being also important on defensive moments (2.8 interceptions and tackles per game).
[table id=209 /]
[table id=210 /]
ERIK LAMELA – Serie A
Although AS Roma has made ​​a modest championship, Erik Lamela has confirmed his potential. The youngster has shown a remarkable ability to dribble and shot scoring 21.7% of the goals of his team.
[table id=211 /]
[table id=212 /]
SERGE AURIER – Ligue 1
The youngster from Ivory Coast, who plays for Toulouse, has proved to have great potential in tackles, interceptions and aerial duels but still needs to improve on the offensive moments.
[table id=213 /]
[table id=214 /]
MATIJA NASTASIC – Barclays Premier League
The Serbian central defender who moved from Fiorentina to Manchester City has confirmed his potential and received several praises despite the less successful campaign of his team this year. Matija Nastasic has shown a great ability especially in aerial duels, although this was not confirmed offensively, good passing ability, strong in tackling and fewer fouls per game.
[table id=215 /]
[table id=216 /]
KOKE – Liga BBVA
The midfielder from  Atlético Madrid‘s “cantera” has been highlighted for his ability to pass and cross (has also played as a winger) and his defensive contribution. Moreover, he has been also responsible for a significant part of his team’s passing (9% of his team’s total passes).
[table id=217 /]
[table id=218 /]
Notes: (1) Were only considered players with 21 or fewer years of age playing in the German, Spanish, French, English and Italian leagues; (2) The data presented in this article refers to the competitions mentioned above; (3) Data collected on May 18, 2013.
DATA PROVIDER: WhoScored.com
whoscored_logo
Follow us on Facebook! https://www.facebook.com/FootballIndustry

Numa altura em que a maioria dos campeonatos europeus estão prestes a terminar, apresentamos 5 jovens jogadores que se destacaram durante a época naqueles que são considerados os cinco campeonatos mais mediáticos, nomeadamente, a Barclays Premier League (Inglaterra), a Bundesliga (Alemanha), a Liga BBVA (Espanha), a Ligue 1 (França) e a Serie A (Itália).
MARIO GOTZE – Bundesliga
Mario Gotze realizou uma temporada de grande qualidade tendo já sido “premiado” com a transferência para o Bayern Munchen por cerca de 37 milhões de Euros. O jogador destaca-se pela sua capacidade de passe, cruzamento, drible e visão de jogo. Gotze apresentou também uma interessante veia goleadora sendo responsável por 12,5% dos golos do Borussia Dortmund na Bundesliga 12/13 procurando também ajudar a defender (2,8 cortes e interceções por jogo).
[table id=199 /]
[table id=200 /]
ERIK LAMELA – Serie A
Apesar de a AS Roma ter realizado um campeonato modesto, Erik Lamela tem confirmado o valor que lhe era reconhecido. O jovem jogador tem apresentado uma capacidade de drible e remate assinaláveis tendo marcado 21,7% dos golos da sua equipa.
[table id=201 /]
[table id=202 /]
SERGE AURIER – Ligue 1
O jovem da Costa do Marfim, que atua no Toulouse, tem-se revelado um lateral com grande potencial que se mostra forte sobretudo nos cortes, interceções e duelos aéreos mas que ainda necessita de melhorar na componente ofensiva.
[table id=203 /]
[table id=204 /]
MATIJA NASTASIC – Barclays Premier League
O defesa central sérvio que se transferiu da Fiorentina para o Manchester City no início da época tem confirmado o seu potencial e recebido vários elogios apesar do menor poderio demonstrado pelo clube inglês nesta edição da Barclays Premier League. Matija Nastasic tem demonstrado sobretudo uma grande capacidade nos duelos aéreos, embora não o tenha confirmado ofensivamente, uma boa capacidade de passe, forte no corte e poucas faltas cometidas por jogo.
[table id=205 /]
[table id=206 /]
KOKE – Liga BBVA
O médio ofensivo da “cantera” do Atlético Madrid tem-se destacado pela sua capacidade de passe e cruzamento (tem atuado também como extremo) e pela sua contribuição defensiva passando grande parte do jogo pelos seus pés (9% do total de passes da equipa durante a época 12/13).
[table id=207 /]
[table id=208 /]
Notas: (1) Foram considerados jogadores com 21 ou menos anos de idade que atuam nos campeonatos alemão, espanhol, francês, inglês e italiano; (2) Os dados apresentados referem-se às competições acima mencionadas; (3) Dados recolhidos a 18 de Maio de 2013.
DATA PROVIDER: WhoScored.com
whoscored_logo
Siga-nos no Facebook! https://www.facebook.com/FootballIndustry

Currently, football clubs attract revenue through their shirts in two ways:
1. Brand that produces the kit (Adidas, Nike, etc..);
2. Sponsor with its logo in the center of the shirt.
The present ranking focuses on the second point. However, regarding the first one, at the moment, Real Madrid has the most valuable contract receiving, on average, 31.5 million Euros per year from Adidas.
In July 2012, Manchester United agreed a deal for seven years with Chevrolet with the amount of 430 million Euros setting a new record. The English club has been the one that has better explored this revenue stream being in negotiations with Nike to improve their current contract, which will probably become the highest one.
According to Forbes, although Real Madrid is the most valuable club, it only has the fifth highest shirt sponsorship. However, the Spanish club is in negotiations with Emirates which will certainly raise the current amount.
[table id=191 /]
Notes: (1) The 10-year contract between Manchester City and Etihad (491.2 million Euros) and the 5-year contract between Arsenal and Emirates (184.2 million Euros) were not included since they also comprise the naming rights of the stadium and their values are not public; (2) Exchange Rate April 26, 2013: 1 USD = 0.767430 EUR; (3) Amounts rounded to the hundreds of thousands.
Follow us on Facebook! https://www.facebook.com/FootballIndustry

Atualmente, os clubes atraem receitas através das suas camisolas de duas formas:
1. Marca que produz o equipamento (Adidas, Nike, etc.);
2. Patrocinador que apresenta o seu logotipo no centro da camisola.
O ranking que apresentamos foca-se no segundo ponto. No entanto, relativamente ao primeiro, neste momento, o Real Madrid apresenta o contrato mais valioso recebendo, em média, 31,5 milhões de Euros por ano da Adidas.
Em Julho de 2012, o Manchester United selou um acordo de 7 anos com a Chevrolet no valor de 430 milhões de Euros estabelecendo um novo recorde. O clube inglês tem sido aquele que melhor tem explorado este fluxo de receita encontrando-se atualmente em negociações com a Nike para melhorar o seu contrato, esperando-se que este se torne o mais elevado do género.
De acordo com a Forbes, apesar de o Real Madrid ser o clube mais valioso na atualidade, apenas apresenta o quinto patrocínio nas camisolas mais elevado. No entanto, aguarda-se um acordo entre o clube e a Emirates que elevará certamente o montante atual.
[table id=169 /]
Notas: (1) Não foram incluídos o contrato de 10 anos do Manchester City com a Etihad no valor de 491,2 milhões de Euros e o contrato de 5 anos do Arsenal com a Emirates no valor de 184,2 milhões de Euros uma vez que estes incluem também os naming rights do estádio e a sua separação não é pública; (2) Taxa de câmbio 26 Abril 2013: 1 USD = 0,767430 EUR; (3) Valores arredondados às centenas de milhar.
Siga-nos no Facebook! https://www.facebook.com/FootballIndustry

Forbes recently presented the ranking of the 20 most valuable football/soccer clubs in the world. In this ranking, we can observe that Real Madrid knocked, for the first time since 2004, Manchester United from the top spot and became the most valuable club with a value of around 2.5 billion Euros.
Simultaneously, Barcelona was the club that had the greatest growth in the last year (99%) followed by their rivals Real Madrid (76%), Manchester City (56%, club that rose more places in the ranking of 2013) and Manchester United (42%).
Overall, the Top 20 teams have an average value of 744 million Euros, which represents an increase of 26% compared to the 2011 edition, making a total of about 14.9 billion Euros. With regard to operating income, the average of the 20 clubs is 32 million Euros representing a drop of approximately 2.3 million compared to 2011.
Regarding new entries in the ranking, Newcastle United is now in the last position and Corinthians in the 16th place, being the first non-European club to join the list. The Brazilian side, who won Série A in Brazil in 2011 and FIFA Club World Cup 2012, has been characterized by creativity since they were the first Brazilian club to launch a TV channel of a sports team, TV Corinthians, and have sponsored an athlete who competed in the Ultimate Fighting Championship event held in Rio de Janeiro.
In the table below, we present the top 20 most valuable clubs as well as some financial data for each of them.
[table id=159 /]
Analyzing the values ​​by country, we can observe that English clubs, being 5 of them in the Top 10, present a greater value than the remaining countries (linked to the new contracts for TV rights) although, on average, the leadership belongs to Spain.
[table id=160 /]
Notes: (1) Exchange Rate April 24, 2013: 1 USD = 0.768362 EUR; (2) Operating profit: earnings before interest, taxes, depreciation, amortization and players transactions, (3) The values ​​presented are business values ​​(equity plus debt) based on multiple sources of revenue that clubs get through television rights, premium seats, media, merchandising, among others.
Follow us on Facebook! https://www.facebook.com/FootballIndustry

A Forbes apresentou recentemente o Top 20 de 2013 dos clubes mais valiosos do mundo. Nesta edição, verifica-se que o Real Madrid destronou pela primeira vez, desde 2004, o Manchester United tornando-se o clube mais valioso com um valor na ordem dos 2,5 mil milhões de Euros.
Simultaneamente, o Barcelona foi o clube que registou o maior crescimento no último ano (99%) seguido do seu rival Real Madrid (76%), Manchester City (56%, clube que mais lugares subiu no ranking de 2013) e Manchester United (42%).
Globalmente, as 20 equipas têm um valor médio de 744 milhões de Euros, o que representa um aumento de 26% face à edição de 2011, perfazendo um total de cerca de 14,9 mil milhões de Euros. Relativamente aos resultados operacionais, a média dos 20 clubes é de 32 milhões de Euros representando uma quebra de cerca de 2,3 milhões em relação a 2011.
Relativamente a novas entradas no ranking, observa-se a inclusão do Newcastle United na última posição e do Corinthians no 16º posto, tratando-se do primeiro clube não-europeu a fazer parte da lista. O clube brasileiro, que venceu a Série A do Brasil em 2011 e a FIFA Club World Cup 2012, tem-se caracterizado pela criatividade tendo sido o primeiro clube brasileiro a lançar um canal de TV de um clube, a TV Corinthians, e ao ter patrocinado um atleta que competiu no evento do Ultimate Fighting Championship que decorreu no Rio de Janeiro.
Na tabela em baixo, apresentamos o ranking dos 20 clubes mais valiosos bem como alguns dados financeiros de cada um deles.
[table id=157 /]
Analisando os valores por país, verifica-se que os clubes ingleses, fazendo 5 deles parte do Top 10, agregam um valor superior aos restantes (associado aos novos contratos de direitos televisivos) embora, em termos médios, a liderança pertença à Espanha.
[table id=158 /]
Notas: (1) Taxa de câmbio 24 Abril 2013: 1 USD = 0,768362 EUR; (2) Resultados operacionais: resultados antes de juros, impostos, depreciações, amortizações e transferências de jogadores; (3) Os valores apresentadores tratam-se de valores empresariais (capital próprio mais passivo) baseados em múltiplas fontes de receita que os clubes obtêm através de direitos televisivos, lugares premium, media, merchandising, entre outros.
Siga-nos no Facebook! https://www.facebook.com/FootballIndustry

Tottenham e Manchester City irão defrontar-se pela 130º vez, em competições oficiais, no próximo domingo, na 34ª jornada da Barclays Premier League.
Como já vem sendo hábito, o Football Industry apresenta um conjunto de quadros comparativos entre os dois clubes, dividido em três áreas distintas (Web, Finanças e Desempenho Desportivo), que nos permitirão ter uma visão global das duas equipas, da sua dimensão e das possibilidades de ambas neste confronto e na competição.
WEB
No que diz respeito à componente online, o domínio do Manchester City é claro, apresentando um número superior de fãs/seguidores em todas as redes sociais. Em relação aos websites dos dois clubes, neste momento, o tottenhamhotspur.com está melhor colocado tanto a nível nacional como internacional.
[table id=128 /]
FINANÇAS
Também ao nível das receitas, o Manchester City apresenta uma situação mais fortalecida ocupando a 7ª posição na Deloitte Football Money League 2013 comparativamente com o 13ª posto do Tottenham. De facto, a equipa de Manchester apresenta valores superiores em todos os fluxos de receita exceto nas que advieram da bilheteira e das competições da UEFA. Relativamente à estrutura de receitas dos dois clubes, verifica-se que o City apresenta uma maior dependência face às receitas comerciais enquanto que a estrutura do Tottenham é mais dependente das receitas de direitos televisivos. Nas últimas dez épocas, o Manchester City tem conseguido alcançar um crescimento assinalável, devido ao esforço de crescimento do clube e dos seus proprietários, mais do que triplicando as suas receitas. Por último, apesar de o Tottenham apresentar uma marca mais valiosa, o Manchester City detém um plantel considerado mais valioso e assistências médias superiores.
[table id=129 /]
DESEMPENHO DESPORTIVO
Historicamente, o Tottenham apresenta melhores resultados nos confrontos diretos entre as duas equipas tendo saído vitorioso por 51 vezes dos 129 jogos em competições oficiais comparativamente com os 47 triunfos do Manchester City. Relativamente aos restantes indicadores de desempenho desta época, apresentados na tabela em baixo, verifica-se uma maior capacidade por parte do Manchester City, exceto nos dois indicadores defensivos.
[table id=130 /]
Notas: (1) Dados recolhidos a 13 de Abril de 2013; (2) Na contagem dos troféus foram consideradas as seguintes competições: Campeonato do Mundo de Clubes, UEFA Champions League, Supertaça Europeia, Taça das Taças, Taça Intercontinental, Taça UEFA, Liga Inglesa, Supertaça de Inglaterra, Taça da Liga Inglesa e Taça de Inglaterra.
Siga-nos no Facebook! https://www.facebook.com/FootballIndustry

Tottenham and Manchester City will play their 130th clash in official competitions, next Sunday, on the 34th matchday of the Barclays Premier League.
As has been usual, Football Industry presents a set of comparative tables between the two clubs, divided into three distinct areas (Web, Finance and Sports Performance), that will allow us to have an overview of the two teams, their size and possibilities in this clash and competition.
WEB
Regarding the online component, Manchester City shows a greater dominance presenting a higher number of fans/followers on all social networks. Concerning the websites of both clubs, at this time, tottenhamhotspur.com is best placed both nationally and internationally.
[table id=131 /]
FINANCE
Also in terms of revenue, Manchester City presents stronger figures occupying the 7th position in the Deloitte Football Money League 2013 compared with the 13th place of Tottenham. In fact, the team of Manchester has higher values ​​in all revenue streams except those that came from ticketing and UEFA competitions. Regarding the revenue structure of both clubs, City has a greater dependence on commercial revenues while Tottenham structure is more dependent on revenues from TV rights. In the last ten seasons, Manchester City has managed to achieve a remarkable growth, due to the effort of the club and its owners, more than tripling its revenue. Finally, although Tottenham’s brand is more valuable, Manchester City’s squad is considered as more expensive and has presented higher average attendances this season.
[table id=132 /]
SPORTS PERFORMANCE
Historically, Tottenham has performed better in direct clashes against Manchester City having been victorious 51 times in the 129 games in official competitions compared with 47 triumphs of the team of Manchester. Regarding the remaining performance indicators of this season, shown in the table below, Manchester City has shown a greater capacity, except in the two defensive indicators.
[table id=133 /]
Notes: (1) Data collected on April 13, 2013, (2) When counting the number of trophies won were considered the following competitions: FIFA Club World Cup, UEFA Champions League, UEFA Super Cup, Cup Winners Cup, Intercontinental Cup, UEFA Cup, Premier League, FA Community Shield, English League Cup and FA Cup.
Follow us on Facebook! https://www.facebook.com/FootballIndustry

Next Monday will take place at Old Trafford the 144th clash in official competitions between Manchester United and Manchester City being the top two positions of Barclays Premier League occupied, at the moment, respectively, by these two clubs separated by 15 points. As has been usual, Football Industry presents a set of comparative tables between both clubs divided into three distinct areas: Web, Finance and Sports Performance.
Such comparisons allows us to have an overview of the two clubs, their dimension and the chances of both teams.
WEB
Regarding the online component, the strategy of Manchester United differs from the one adopted by its rival. In fact, Manchester City is present in various social networks having reached an interesting number of followers although, with regard to Facebook, is still quite far from United. In this social network, Manchester City has only 15% of the number of fans of its rival. Regarding the websites of both clubs, currently, manutd.com is in a better position both at a national and international level.
[table id=92 /]
Note: Manchester United’s Twitter belongs only to its Press Office.
FINANCE
In terms of revenues, Manchester United presents stronger figures occupying the third position in Deloitte Football Money League 2013 compared to the seventh position of Manchester City. Regarding the revenue structure of the clubs, City has a greater dependence on revenues from TV rights and commercial deals while the Reds structure is more divided between the three sources. However, in the last ten seasons, Manchester City has managed to achieve a remarkable growth, due to the effort to evolve of the club and its owners, more than tripling its revenues. Moreover, Manchester United has shown better results in UEFA competitions and, therefore, gathered higher revenues through this source. Simultaneously, the Reds have a more valuable brand and a better average attendance although the squad of City is considered more valuable. Finally, the Blues did not show encouraging results in their latest report and accounts having recorded a negative net result and personnel costs that exceed the ones of their rival in spite of having a lower net debt.
[table id=93 /]
SPORTS PERFORMANCE
Manchester United also has a greater dominance in the sports performance area having been victorious 59 times in the 143 clashes in official competitions between these teams compared with the 39 triumphs of Manchester City. Regarding the remaining performance indicators during this season, shown in the table below, there is a greater balance between both teams.
[table id=94 /]
Notes: (1) Data collected on March 31, 2013, (2) When counting the number of trophies won were considered the following competitions: FIFA Club World Cup, UEFA Champions League, UEFA Super Cup, Cup Winners Cup, Intercontinental Cup, UEFA Cup, Premier League, FA Community Shield, English League Cup and FA Cup.
Follow us on Facebook! https://www.facebook.com/FootballIndustry

Na próxima segunda-feira decorrerá em Old Trafford o 144º confronto em competições oficiais entre o Manchester United e o Manchester City sendo as duas primeiras posições da Barclays Premier League ocupadas, respetivamente, por estes dois clubes, separados por 15 pontos. Como já vem sendo hábito, o Football Industry apresenta um conjunto de quadros comparativos entre ambos os clubes dividido em três áreas distintas: Web, Finanças e Desempenho Desportivo.
O referido comparativo permite-nos ter uma visão global dos dois clubes, da sua dimensão e das possibilidades de ambas as equipas neste confronto e na competição.
WEB
No que diz respeito à componente online, a estratégia do Manchester United difere da adotada pelo seu rival. De facto, o Manchester City procura estar presente em diversas redes sociais tendo atingido já um número interessante de seguidores embora, no que diz respeito ao Facebook, se encontre ainda bastante longe do United. Nesta rede social, o Manchester City apenas apresenta 15% do número de fãs do seu rival. Em relação aos websites dos dois clubes, atualmente, o manutd.com está melhor colocado tanto a nível nacional como internacional.
[table id=91 /]
Nota: O Twitter do Manchester United pertence apenas ao Gabinete de Imprensa do clube.
FINANÇAS
Também ao nível das receitas, o Manchester United apresenta uma situação mais fortalecida ocupando a 3ª posição da Deloitte Football Money League 2013 comparativamente com o 7ª posto do Manchester City. Relativamente à estrutura de receitas dos dois clubes, verifica-se que o City apresenta uma maior dependência face às receitas de direitos televisivos e comerciais enquanto que a estrutura dos reds é mais repartida entre as três áreas. Contudo, nas últimas dez épocas, o Manchester City tem conseguido alcançar um crescimento assinalável, devido ao esforço de crescimento do clube e dos seus proprietários, mais do que triplicando as suas receitas. Verifica-se também que o Manchester United tem apresentado melhores resultados nas competições da UEFA tendo por isso arrecadado receitas superiores através desta via. Simultaneamente, os reds apresentam uma marca mais valiosa e melhores assistências embora o plantel do City seja considerado mais valioso. Finalmente, os blues não apresentaram resultados animadores no seu último relatório e contas, tendo registado um resultado líquido bastante negativo e custos com o pessoal superiores ao do seu rival, embora tendo uma dívida líquida inferior.
[table id=90 /]
DESEMPENHO DESPORTIVO
O Manchester United apresenta também um maior domínio na componente desportiva tendo saído vitorioso por 59 vezes dos 143 confrontos em competições oficiais entre estas equipas comparativamente com os 39 triunfos do Manchester City. Relativamente aos restantes indicadores de desempenho desta época, apresentados na tabela em baixo, verifica-se um maior equilíbrio entre ambas as equipas.
[table id=89 /]
Notas: (1) Dados recolhidos a 31 de Março de 2013; (2) Na contagem dos troféus foram consideradas as seguintes competições: Campeonato do Mundo de Clubes, UEFA Champions League, Supertaça Europeia, Taça das Taças, Taça Intercontinental, Taça UEFA, Liga Inglesa, Supertaça de Inglaterra, Taça da Liga Inglesa e Taça de Inglaterra.
Siga-nos no Facebook! https://www.facebook.com/FootballIndustry