O Football Industry apresenta-lhe hoje o terceiro de um conjunto de artigos que procuram avaliar o equilíbrio e espectacularidade entre as 25 principais ligas europeias de acordo com o ranking da UEFA.

Foram avaliadas diferentes métricas relacionadas com pontuação, golos, resultados desportivos e financeiros e uma vertente macro de caracterização do campeonato entre as épocas 2015/2016 e 2019/2020, de modo a alcançar um modelo comparativo.

Após terem sido analisados os pilares “Pontuação” e “Golos”, neste terceiro artigo, abordaremos a vertente “Polarização Interna” procurando demonstrar as diferenças entre os referidos campeonatos e o seu nível de competitividade com base na mesma.

Assim, para esta análise foram consideradas as seguintes métricas:

  • Número de clubes vencedores da liga entre as épocas 2000/2001 e 2019/2020;
  • Percentagem de campeonatos ganhos pelos dois clubes com mais títulos no período de 2000/2001 a 2019/2020;
  • Número médio da jornada na qual o título de campeão foi “matematicamente” atribuído entre as épocas 2015/2016 e 2019/2020 (em percentagem uma vez que os campeonatos apresentam diferentes totais de jornadas);
  • Rotatividade de ocupação das vagas de acesso às competições da UEFA entre 2015/2016 e 2019/2020 (através da relação entre o número de diferentes clubes apurados e o total de vagas disponíveis).

Analisando o quadro em baixo, que apresenta as 25 principais ligas europeias ordenadas do menor nível de polarização interna para o mais elevado, verificamos que, tendo por base o conjunto das 4 métricas, a Liga Romena (Liga 1) apresenta-se como a com menor polarização nas últimas épocas. Além de ser um campeonato em que, nas últimas 20 edições, 8 clubes diferentes conseguiram vencê-lo verificando-se assim uma baixa concentração de títulos nos 2 principais clubes com mais vitórias durante este período, é também uma competição que se decide apenas no final (potenciado também pela existência de uma fase de playoff) e com uma rotatividade interessante relativamente à ocupação das vagas de acesso às competições da UEFA.

De entre os chamados “Big-5”, a Premier League (Liga Inglesa) apresenta-se como o campeonato com os menores níveis de polarização interna nas últimas épocas principalmente suportado pelos 6 campeões diferentes nas últimas 20 edições com 60% das mesmas concentradas em 2 clubes.

Finalmente, a Liga Portuguesa (Liga NOS) surge apenas na 19ª posição com 4 campeões nas últimas 20 edições mas tendo 18 das mesmas sido ganhas por FC Porto e SL Benfica. Apesar de nos últimos 5 anos o campeonato ter sido decidido, em média, perto da última jornada, a rotatividade de ocupação das vagas de acesso às competições da UEFA é das mais baixas.

Notas:

  • Nos casos em que o modelo competitivo apresenta fases de playoff, as mesmas foram consideradas para apuramento da jornada de decisão do título.
  • Devido à situação pandémica iniciada em 2020, a edição de 2019/2020 ou 2020 de alguns dos campeonatos analisados foi interrompida (Bélgica, Chipre, França, Holanda, Sérvia).

Apresentamos-lhe hoje o ranking de Abril dos clubes da Liga NOS nas redes sociais relativamente ao seu número total de seguidores. No presente mês, o SL Benfica atingiu a marca de 7 milhões de seguidores no conjunto das redes, juntando-se assim ao FC Porto nesta marca.

Em termos agregados, verifica-se que o número de fãs dos clubes presentes nesta edição da Liga NOS no mês corrente corresponde a um total de 21.833.100, tendo apresentado um crescimento mensal médio na ordem dos 0,70%.. O Facebook agrega 55% dos seguidores enquanto que o Instagram representa 25%, o Twitter 18% e o Youtube 2%.

Em relação aos clubes, o FC Porto, SL Benfica e o Sporting CP permanecem no pódio com um crescimento mensal médio na ordem dos 0,6% ao longo dos últimos meses, seguidos pelo SC Braga, sendo que os três primeiros clubes agregam 87% do total de fãs.

Nota 1: Valores arredondados às centenas.

Nota 2: Valores recolhidos a 19 de Abril de 2021.

O Football Industry lança hoje o segundo de um conjunto de artigos que visam avaliar o equilíbrio e espectacularidade entre as 25 principais ligas europeias de acordo com o ranking da UEFA.

Foram avaliadas diferentes métricas relacionadas com pontuação, golos, resultados desportivos e financeiros e uma vertente macro de caracterização do campeonato entre as épocas 2015/2016 e 2019/2020, de modo a alcançar um modelo comparativo.

Após ter sido analisada o pilar “Pontuação”, neste segundo artigo, abordaremos a vertente “Golos” procurando demonstrar as diferenças entre os referidos campeonatos e o seu nível de competitividade e espectacularidade com base na mesma.

Assim, para esta segunda análise foram analisadas as seguintes métricas:

  • Número médio de golos marcados por jogo;
  • Percentagem de jogos com mais do que 1,5 golos marcados;
  • Percentagem de jogos com mais do que 2,5 golos marcados;
  • Percentagem de jogos com mais do que 3,5 golos marcados;
  • Percentagem de equipas com uma diferença positiva entre golos marcados e sofridos.

Analisando o quadro em baixo, verificamos que, tendo por base o conjunto das 5 métricas, a Liga Holandesa (Eredivisie) apresenta-se como a mais espectacular seguida pela Liga Suíça (Super League). Os golos são o que qualquer adepto mais quer ver e ambas as ligas têm garantido nos últimos 5 anos pelo menos 3 por jogo.

De entre os chamados “Big-5”, a Bundesliga (Liga Alemã) apresenta-se como o campeonato com os maiores níveis de espectacularidade em termos de golos marcados nas últimas 5 épocas com uma grande contribuição por parte do FC Bayern Munchen. Contrariando a sua reputação de liga defensiva, a Serie A (Liga Italiana) surge logo atrás da Bundesliga quando consideramos este grupo.

Finalmente, a Liga Portuguesa (Liga NOS) surge na 15ª posição logo atrás da La Liga (Liga Espanhola) e dois lugares acima da Ligue 1 (Liga Francesa).

Notas:

  • Nos casos em que o modelo competitivo apresenta fases de playoff, foram apenas consideradas para esta análise as fases regulares pelo facto de incluirem todas as equipas e um maior número de jogos.
  • Devido à situação pandémica iniciada em 2020, a edição de 2019/2020 ou 2020 de alguns dos campeonatos analisados foi interrompida.r

 

O Football Industry lança hoje o primeiro de um conjunto de artigos que visam avaliar o equilíbrio e espectacularidade entre as 25 principais ligas europeias de acordo com o ranking actual da UEFA.

Foram avaliadas diferentes métricas relacionadas com pontuação, golos, resultados desportivos e financeiros e uma vertente macro de caracterização do campeonato entre as épocas 2015/2016 e 2019/2020, de modo a alcançar um modelo comparativo.

Neste primeiro artigo, abordaremos a vertente “Pontuação” procurando demonstrar as diferenças entre os referidos campeonatos e o seu nível de competitividade com base na mesma.

Assim, para esta primeira análise foram analisadas as seguintes métricas:

  • Número médio de pontos conquistados pelo 1º classificado;
  • Número médio de pontos conquistados pelo 1º classificado vs. 2º classificado;
  • Número médio de pontos conquistados pelo 1º classificado vs. 5º classificado (limiar médio de acesso às competições da UEFA);
  • Número médio de pontos conquistados pelo 1º classificado vs. Último classificado.

Analisando o quadro em baixo, verificamos que, tendo por base o conjunto das 4 métricas, a Liga Romena (Liga 1) apresenta-se como a mais competitiva seguida pela Liga Turca (Spot Toto Super League). De entre os chamados “Big-5”, a Serie A (Liga Italiana) apresenta-se como o campeonato com os maiores níveis de equilíbrio em termos de pontuação nas últimas 5 épocas. Finalmente, a Liga Portuguesa (Liga NOS) surge na 19ª posição logo atrás da Bundesliga (Liga Alemã) e dois lugares acima da Ligue 1 (Liga Francesa).

De outra perspectiva, quando olhamos para as métricas individualmente, constata-se que a Liga NOS é o 4º campeonato onde o campeão mais pontos acumula em média por jogo, atrás das ligas da Sérvia, Ucrânia e Grécia, respectivamente.

Relativamente à comparação entre os pontos médios alcançados por jogo pelos 1º e 2º classificados, a menor diferença é apresentada pela Eredivisie (Liga Holandesa) surgindo a Liga NOS, neste caso, na 5ª posição com um valor muito idêntico ao da Serie A (Liga Italiana). No entanto, quando comparamos o 1º e 5º classificados, verifica-se que a Liga Portuguesa surge apenas em 20º lugar apresentando uma diferença média bastante elevada.

Finalmente, ao comparar os pontos médios obtidos por jogo pelos 1º e último classificados, concluimos que a Liga Belga (Jupiler Pro League) apresenta a menor diferença surgindo a Liga NOS num modesto 19º lugar com uma das maiores disparidades médias.

Notas:

  • Nos casos em que o modelo competitivo apresenta fases de playoff, foram apenas consideradas para esta análise as fases regulares pelo facto de incluirem todas as equipas e um maior número de jogos.
  • Devido à situação pandémica iniciada em 2020, a edição de 2019/2020 ou 2020 de alguns dos campeonatos analisados foi interrompida.

 

Hoje apresentamos-lhe o ranking de Dezembro dos clubes da Liga NOS nas redes sociais relativamente ao seu número total de seguidores. No presente mês, o Sporting CP atingiu a marca de 1 milhão de seguidores no Instagram.

Em termos agregados, verifica-se que o número de fãs dos clubes presentes nesta edição da Liga NOS no mês corrente corresponde a um total de 21.275.000, o que corresponde a um aumento de 1% face ao mês de Agosto. O Facebook agrega 56% dos seguidores enquanto que o Instagram representa 24%, o Twitter 18% e o Youtube 2%.

Em relação aos clubes, o FC Porto, SL Benfica e o Sporting CP permanecem no pódio com um crescimento mensal na ordem dos 0,4%, seguidos pelo SC Braga, sendo que os três primeiros clubes agregam 87% do total de fãs.

Nota 1: Valores arredondados às centenas.

Nota 2: Valores recolhidos a 31 de Dezembro de 2020.

No seguimento dos artigos anteriormente publicados, apresentamos hoje o segundo ranking abrangendo as equipas que competem na edição de 2020/2021 da Liga NOS.

Hoje apresentamos-lhe o ranking de Novembro dos clubes da Liga NOS nas redes sociais relativamente ao seu número total de seguidores. No presente mês, CD Nacional e CD Santa Clara ascenderam ambos um lugar face ao mês anterior.

Em termos agregados, verifica-se que o número de fãs dos clubes presentes nesta edição da Liga NOS no mês corrente corresponde a um total de 21.158.000, o que corresponde a um aumento de 1% face ao mês de Agosto. O Facebook agrega 56% dos seguidores enquanto que o Instagram representa 24%, o Twitter 18% e o Youtube 2%.

Em relação aos clubes, o FC Porto, SL Benfica e o Sporting CP permanecem no pódio com um crescimento mensal na ordem dos 0,3%, seguidos pelo SC Braga, sendo que os três primeiros clubes agregam 87% do total de fãs.

Nota 1: Valores arredondados às centenas.

Nota 2: Valores recolhidos a 29 de Novembro de 2020.