Entre as épocas 2003/2004 e 2011/2012, inclusive, o Real Madrid aumentou as suas receitas de bilheteira, direitos televisivos e comerciais de cerca de 236 milhões para 513 milhões de Euros correspondendo a um crescimento superior a 117%. Ao longo deste período, apenas em 2005 não ocupou a liderança do Deloitte Football Money League tendo sido segundo no ranking desse ano. Simultaneamente, o Real Madrid aumentou o seu peso no total das receitas dos clubes que integram o referido ranking de 8% em 2005 para 11% em 2013.
Apesar de o Real Madrid sempre ter conseguido aumentar as suas receitas independentemente de atingir um maior ou menor sucesso desportivo, o facto de ter alcançado as meias-finais das Champions League nas duas últimas épocas e ter vencido o campeonato em 2011/2012, contribuiu substancialmente para que este crescimento se verificasse.
No período em análise, o peso das suas receitas de bilheteira situou-se entre os 20% e os 30% e as receitas de direitos televisivos e comerciais entre 30% e 40%. Entre 2005 e 2013 o Real Madrid aumentou as suas receitas de bilheteira em 103,5% (62 para 126 milhões), as comerciais em 117,9% (86 para 187 milhões de Euros) e as de direitos televisivos em 126,1% (88 para 199 milhões de Euros) tendo sido a principal fonte de receita dado o modelo de negociação individual existente em Espanha.
 
Seguidamente apresentamos uma tabela com os factos mais relevantes e que justificam a evolução das receitas do Real Madrid:
[table id=25 /]
Siga-nos no Facebook! https://www.facebook.com/FootballIndustry

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *