No seguimento do artigo publicado em Março de 2013, apresentamos o ranking atualizado do número de fãs no Facebook dos clubes que irão competir na Série A 2013 do Brasil.
Relativamente à totalidade dos clubes, verifica-se que, entre Março e Abril de 2013, o número de fãs cresceu cerca de 3% (igual ao período anterior) atingindo os 14,9 milhões de seguidores.
A classificação dos clubes manteve-se inalterada sendo que, o Corinthians, o Flamengo e o São Paulo continuam a ocupar o pódio, seguidos pelo Santos. Em conjunto, os dois primeiros clubes agregam 48% do total de fãs sendo 25% do Corinthians.
O clube que apresentou a maior taxa de crescimento foi a Portuguesa (8%) ao passar de 12.000 para 13.000 fãs, seguido do Grêmio (7%) e do Atlético Paranaense (7%).
[table id=161 /]
Nota 1: Valores arredondados aos milhares.
Nota 2: Valores recolhidos a 24 de Abril de 2013.
Siga-nos no Facebook! https://www.facebook.com/FootballIndustry

Forbes recently presented the ranking of the 20 most valuable football/soccer clubs in the world. In this ranking, we can observe that Real Madrid knocked, for the first time since 2004, Manchester United from the top spot and became the most valuable club with a value of around 2.5 billion Euros.
Simultaneously, Barcelona was the club that had the greatest growth in the last year (99%) followed by their rivals Real Madrid (76%), Manchester City (56%, club that rose more places in the ranking of 2013) and Manchester United (42%).
Overall, the Top 20 teams have an average value of 744 million Euros, which represents an increase of 26% compared to the 2011 edition, making a total of about 14.9 billion Euros. With regard to operating income, the average of the 20 clubs is 32 million Euros representing a drop of approximately 2.3 million compared to 2011.
Regarding new entries in the ranking, Newcastle United is now in the last position and Corinthians in the 16th place, being the first non-European club to join the list. The Brazilian side, who won Série A in Brazil in 2011 and FIFA Club World Cup 2012, has been characterized by creativity since they were the first Brazilian club to launch a TV channel of a sports team, TV Corinthians, and have sponsored an athlete who competed in the Ultimate Fighting Championship event held in Rio de Janeiro.
In the table below, we present the top 20 most valuable clubs as well as some financial data for each of them.
[table id=159 /]
Analyzing the values ​​by country, we can observe that English clubs, being 5 of them in the Top 10, present a greater value than the remaining countries (linked to the new contracts for TV rights) although, on average, the leadership belongs to Spain.
[table id=160 /]
Notes: (1) Exchange Rate April 24, 2013: 1 USD = 0.768362 EUR; (2) Operating profit: earnings before interest, taxes, depreciation, amortization and players transactions, (3) The values ​​presented are business values ​​(equity plus debt) based on multiple sources of revenue that clubs get through television rights, premium seats, media, merchandising, among others.
Follow us on Facebook! https://www.facebook.com/FootballIndustry

A Forbes apresentou recentemente o Top 20 de 2013 dos clubes mais valiosos do mundo. Nesta edição, verifica-se que o Real Madrid destronou pela primeira vez, desde 2004, o Manchester United tornando-se o clube mais valioso com um valor na ordem dos 2,5 mil milhões de Euros.
Simultaneamente, o Barcelona foi o clube que registou o maior crescimento no último ano (99%) seguido do seu rival Real Madrid (76%), Manchester City (56%, clube que mais lugares subiu no ranking de 2013) e Manchester United (42%).
Globalmente, as 20 equipas têm um valor médio de 744 milhões de Euros, o que representa um aumento de 26% face à edição de 2011, perfazendo um total de cerca de 14,9 mil milhões de Euros. Relativamente aos resultados operacionais, a média dos 20 clubes é de 32 milhões de Euros representando uma quebra de cerca de 2,3 milhões em relação a 2011.
Relativamente a novas entradas no ranking, observa-se a inclusão do Newcastle United na última posição e do Corinthians no 16º posto, tratando-se do primeiro clube não-europeu a fazer parte da lista. O clube brasileiro, que venceu a Série A do Brasil em 2011 e a FIFA Club World Cup 2012, tem-se caracterizado pela criatividade tendo sido o primeiro clube brasileiro a lançar um canal de TV de um clube, a TV Corinthians, e ao ter patrocinado um atleta que competiu no evento do Ultimate Fighting Championship que decorreu no Rio de Janeiro.
Na tabela em baixo, apresentamos o ranking dos 20 clubes mais valiosos bem como alguns dados financeiros de cada um deles.
[table id=157 /]
Analisando os valores por país, verifica-se que os clubes ingleses, fazendo 5 deles parte do Top 10, agregam um valor superior aos restantes (associado aos novos contratos de direitos televisivos) embora, em termos médios, a liderança pertença à Espanha.
[table id=158 /]
Notas: (1) Taxa de câmbio 24 Abril 2013: 1 USD = 0,768362 EUR; (2) Resultados operacionais: resultados antes de juros, impostos, depreciações, amortizações e transferências de jogadores; (3) Os valores apresentadores tratam-se de valores empresariais (capital próprio mais passivo) baseados em múltiplas fontes de receita que os clubes obtêm através de direitos televisivos, lugares premium, media, merchandising, entre outros.
Siga-nos no Facebook! https://www.facebook.com/FootballIndustry

Last week, FIFA Transfer Matching System GmbH published the “Global Transfer Market 2012” report which presents data about international transfers of professional football players aged over 18 years old. The report covers 200 countries and more than 5,600 professional clubs. The vision of FIFA TMS, who controls the process of players transfers is to foster and sustain a transparent global transfer market, based on integrity, responsibility and innovation.
Key figures of the market in 2012:

  • 11,552 international transfers performed successfully (increase of 1% compared to 2011);
  • Overall, European countries were the most active;
  • 64% of transfers occurred in January, July and August 2012;
  • On 31 January and 31 August 2012, there was a transfer every 5 minutes;
  • The most represented nationality in the transfer market was the Brazilian one, followed by Argentine and the ones belonging to the United Kingdom;
  • Average age of players transferred internationally: 24 years and 10 months (equal to 2011);
  • 39% of international transfers involved players aged between 20 and 24 years old;
  • 70% of international transfers involved out of contract athletes (equal to 2011), 12% involved loans between clubs (36% with monetary compensation), 10% direct transfers between clubs (85% with monetary compensation) and 8% returns on loans;
  • 14% of international transfers were performed involving monetary compensation between clubs;
  • 67% of clubs belonging to associations overseen by FIFA acquired at least one athlete and 79% sold at least one player;
  • Total compensation between clubs: 2.000 million Euros (drop of 10% compared to 2011);
  • Average compensation between clubs: 1.2 million Euros (break 11% compared to 2011);
  • Average length of contract of players acquired at no cost: 1 year and 4 months;
  • Average length of contract of players acquired through monetary compensation: 3 years;
  • Average length of loan agreements: 10 months;
  • Average annual fixed salary of the players transferred to Italy (the country with the highest average salary among the six most active countries in the market): 550 000 Euros;
  • Average annual fixed salary of the players transferred to Brazil (most active country in 2012 recording 11% of the total transfers): 61 000 Euros.
  • Change in the involvement of intermediaries in international transfers compared to 2011: + 19%;
  • Compensation paid by English clubs to intermediaries in international transfers (the highest in the world): 45 million Euros.

 
Incoming and Outgoing Transfers by Region
The European market registered the majority of the incoming and outgoing transfers in 2012. The African and North American markets were the ones with the highest growth while the South American and Asian regions registered a decline.
[table id=152 /]
Most Active Countries in the Transfer Market in 2012
Regarding the most active countries in the market in 2012, there is mainly a trend for the entry of a greater number of foreign players in the English market and the larger internationalization of the Spanish player, certainly encouraged by the achievements of the Spanish national team. In percentage terms, the countries with the largest growth in the number of entries were Iraq (342%), Ivory Coast (322%) and Liberia (300%). Regarding the outgoing transfers, the top 3 in percentage terms, is composed by Gabon (75%), Hong Kong (72%) and Malaysia (69%).
[table id=153 /]
Balance of Incoming and Outgoing Transfers (€)
With regard to the balance of each country between revenues and expenses with players transfers, Brazil and Portugal lead the top 10 countries whose benefits were higher than expenditures while England and Russia lead, prominently, spenders top 10.
[table id=154 /]
Average annual salary paid to players transferred into the 6 most active countries in the Market in 2012 (fixed compensation)
Regarding this aspect, there is still a large gap between the European and South American markets.
[table id=155 /]
Commissions paid to intermediaries in International Transfers
England, Italy and Russia lead the top 10 countries that paid the highest values to intermediaries in 2012.
[table id=156 /]
Follow us on Facebook! https://www.facebook.com/FootballIndustry

It is a thought that comes up often among those who follow football and discusses it daily: “teams, after being eliminated in the UEFA competitions, tend to show a poorer form.” Is this statement true?
In this context, Football Industry analyzed the performance of the 240 teams that participated in the last three editions of the UEFA Champions League and UEFA Europa League (2009/2010, 2010/2011 and 2011/2012) in the three games before their elimination in these competitions comparing them with the three games held after this event.
In the three seasons analyzed, the majority of the teams presented a poorer form after being eliminated in the UEFA competitions. Thus, in 2009/2010, 43% of the teams had worse outcomes after finishing their participation in these competitions. This value was 48% in 2010/2011 and 40% in 2011/2012.
Overall, the values ​​are the following ones:
[table id=150 /]
However, these values ​​differ depending on the league in which the team participates. Thus, we present below, the analysis of the performance of the teams after their elimination in UEFA competitions, by country:
[table id=151 /]
Regarding the leagues considered more competitive, the so-called Big 5 (Germany, Spain, France, England and Italy), we can observe that most of the teams from Germany, Spain and Italy had poorer results, while in the case of the English teams there is an equal number of clubs with a better and worse record and, in the case of the French teams, they tend to register better results after being eliminated from UEFA competitions.
Overall, in 15 of the 33 countries, clubs experienced a poorer form, in 8 cases better results, and in 2 there were no changes. In other countries there were equal percentages in two or more fields (eg. equal number of teams that have improved and worsened their form).
 
Notes: (1) UEFA competitions matches were not considered in the analysis of the performance of the teams before and after their elimination in these competitions (only were considered national competitions), (2) The analysis was performed from the group stage of the UEFA Champions League and UEFA Europa League onwards.
Follow us on Facebook! https://www.facebook.com/FootballIndustry

Entradas e Saídas de Jogadores por Região
O mercado europeu agregou a maioria das entradas e saídas de jogadores em 2012. Os mercados africano e norte americano foram aqueles que mais no último ano tendo-se registado uma quebra na América do Sul e Ásia.
[table id=145 /]
Países mais Activos no Mercado de Transferências em 2012
Relativamente aos países mais activos no mercado em 2012, verifica-se sobretudo uma tendência para a entrada de um maior número de jogadores estrangeiros no mercado inglês e uma maior internacionalização do jogador espanhol, certamente fomentada pelas conquistas da selecção nacional espanhola. Em termos percentuais, os países com maior crescimento no número de entradas foram o Iraque (342%), Costa do Marfim (322%) e Libéria (300%). Relativamente às saídas, o top 3, em termos percentuais, é composto pelo Gabão (75%),Hong Kong (72%) e Malásia (69%).
[table id=146 /]
Saldo de Entradas e Saídas de Jogadores (€)
No que respeita ao saldo de cada país entre receitas e gastos relacionados com transferências, o Brasil e Portugal lideram o top 10 de países cujos benefícios foram superiores aos gastos enquanto que a Inglaterra e a Rússia lideram, de forma destacada, o top 10 dos que despenderam valores superiores aos seus ganhos.
[table id=147 /]
Salário Médio pago a Jogadores transferidos para os 6 Países mais Activos no Mercado em 2012 (compensação fixa)
No que concerne a este aspecto, verifica-se ainda uma grande disparidade entre os mercados europeus e sul americanos.
[table id=148 /]
Comissões Pagas a Intermediários em Transferências Internacionais
Inglaterra, Itália e Rússia lideram o top 10 dos países que mais pagaram a intermediários sendo que o primeiro e terceiro lideram o top de países que gastaram mais do que amealharam.
[table id=149 /]
Siga-nos no Facebook! https://www.facebook.com/FootballIndustry

Na passada semana, a FIFA Transfer Matching System GmbH publicou o “Global Transfer Market 2012” que apresenta dados relativos às transferências internacionais de jogadores profissionais de futebol com idade igual ou superior a 18 anos. O relatório abrange mais de 200 países e 5.600 clubes profissionais. A visão da FIFA TMS, que controla informaticamente o processo de transferências de jogadores, passa por fomentar e sustentar um mercado global de transferências transparente, baseado na integridade, responsabilidade e inovação.
Principais números do mercado em 2012:

  • 11.552 transferências internacionais realizadas com sucesso (crescimento de 1% em relação a 2011);
  • Globalmente, os países europeus foram os mais ativos;
  • 64% das transferências ocorreram em Janeiro, Julho e Agosto de 2012;
  • A 31 de Janeiro e 31 de Agosto de 2012, ocorreu uma transferência de 5 em 5 minutos;
  • A nacionalidade mais representada no mercado de transferências foi a brasileira seguida da argentina e das pertencentes ao Reino Unido (portuguesa em 10º);
  • Idade média dos jogadores transferidos internacionalmente: 24 anos e 10 meses (igual a 2011);
  • 39% das transferências internacionais envolveram jogadores com idades compreendidas entre os 20 e 24 anos;
  • 70% das transferências internacionais realizadas envolveram atletas em final de contrato ou sem qualquer vínculo (igual a 2011), 12% envolveram empréstimos entre clubes (36% com compensação monetária), 10% foram compras de jogadores (85% com compensação monetária) e 8% foram regressos de empréstimos;
  • 14% das transferências internacionais realizadas envolveram compensações monetárias entre clubes;
  • 67% dos clubes pertencentes às associações tuteladas pela FIFA adquiriram pelo menos um atleta e 79% venderam pelo menos um jogador;
  • Total de compensações entre clubes: 2 mil milhões de Euros (quebra de 10% face a 2011);
  • Compensação média entre clubes: 1,2 milhões de Euros (quebra de 11% em relação a 2011);
  • Duração média do contrato de jogadores adquiridos a custo zero: 1 ano e 4 meses;
  • Duração média do contrato de jogadores adquiridos mediante uma compensação monetária: 3 anos;
  • Duração média do contrato de empréstimo: 10 meses;
  • Salário anual fixo médio dos jogadores transferidos para Itália (país com o salário médio mais elevado entre os seis países mais activos no mercado): 550 mil Euros;
  • Salário anual fixo médio dos jogadores transferidos para o Brasil (país mais activo em 2012 registando 11% das transferências): 61 mil Euros.

Pode ler a segunda parte do artigo clicando aqui: Mercado de Transferências – Parte II
Siga-nos no Facebook! https://www.facebook.com/FootballIndustry

Bayern Munchen e Barcelona irão defrontar-se pela 7ª vez, em competições oficiais, esta terça-feira, na primeira mão das meias-finais da UEFA Champions League.
Como já vem sendo hábito, o Football Industry apresenta um conjunto de quadros comparativos entre os dois clubes, dividido em três áreas distintas (Web, Finanças e Desempenho Desportivo), que nos permitirão ter uma visão global das duas equipas, da sua dimensão e das possibilidades de ambas neste confronto e na competição.
WEB
No que diz respeito à componente online, o domínio do Barcelona é avassalador, apresentando um número superior de fãs/seguidores em todas as redes sociais, o que demonstra um grau de internacionalização bastante superior. A título de exemplo, o Bayern apenas regista, neste momento, 16% do número de fãs do Barcelona no Facebook. Em relação aos websites dos dois clubes, neste momento, o fcbarcelona.com está melhor colocado tanto a nível nacional como internacional.
[table id=142 /]
FINANÇAS
Também ao nível das receitas, o Barcelona apresenta uma situação mais fortalecida ocupando a 2ª posição na Deloitte Football Money League 2013 comparativamente com o 4ª posto do Bayern. De facto, a equipa espanhola apresenta valores superiores em todos os fluxos de receita exceto nas comerciais. Relativamente à estrutura de receitas dos dois clubes, verifica-se que o Bayern apresenta uma grande dependência face às receitas comerciais enquanto que a estrutura do Barcelona recai também sobre as receitas de direitos televisivos. Ambos os clubes têm apresentado índices de crescimento elevados e valores semelhantes provenientes de prémios da UEFA. Por último, o Barcelona detém um plantel e marca considerados mais valiosos e assistências médias superiores.
[table id=143 /]
DESEMPENHO DESPORTIVO
Historicamente, o Bayern apresenta melhores resultados nos confrontos diretos entre as duas equipas tendo saído vitorioso por 3 vezes dos 6 jogos em competições oficiais comparativamente com um único triunfo do Barcelona. Relativamente aos restantes indicadores de desempenho desta época, apresentados na tabela em baixo, verifica-se uma maior capacidade por parte do Bayern, à exceção do número de remates à baliza por jogo, posse de bola e eficácia no passe.
[table id=144 /]
Notas: (1) Dados recolhidos a 20 de Abril de 2013; (2) Na contagem dos troféus foram consideradas as seguintes competições: Campeonato do Mundo de Clubes, UEFA Champions League, Supertaça Europeia, Taça das Taças, Taça Intercontinental, Taça UEFA (UEFA Europa League), Taça Intertoto, Liga Alemã, Supertaça da Alemanha, Taça da Liga Alemã, Taça da Alemanha, Liga Espanhola, Supertaça de Espanha, Taça do Rei, Taça da Liga Espanhola, Copa Eva Duarte de Perón e Taça das Cidades com Feiras.
Siga-nos no Facebook! https://www.facebook.com/FootballIndustry

Entre Março e Abril de 2013, registou-se um aumento de cerca de 2% (inferior ao período anterior) do número total de fãs dos clubes que integram a Serie A de Itália, correspondendo a 541 mil novos seguidores. Neste período, registou-se a troca de posições entre a Fiorentina (de 16º para 14º) e o Pescara.
O AC Milan encontra-se na primeira posição com uma distância considerável para os restantes alcançando 61% do total de fãs dos clubes da Serie A. A Juventus e o Internazionale ocupam os restantes lugares do pódio agregando, em conjunto com o AC Milan, 89% dos seguidores.
Finalmente, a Fiorentina foi o clube que apresentou a maior taxa de crescimento (13%) tendo passado de 16.000 para cerca de 18.000 seguidores.
[table id=141 /]
Nota 1: Valores arredondados aos milhares.
Nota 2: Valores recolhidos a 18 de Abril de 2013.
Siga-nos no Facebook! https://www.facebook.com/FootballIndustry

Em termos agregados, verifica-se que o número de fãs dos clubes presentes nesta edição da Liga BBVA cresceu, entre Março e Abril de 2013, cerca de 2% (igual ao período anterior), correspondendo a aproximadamente 1,5 milhões de novos seguidores.
Relativamente ao período anterior, registou-se a subida da Real Sociedad da 15ª para a 14ª posição por troca com o Zaragoza.
Barcelona e Real Madrid ocupam os dois primeiros lugares sendo responsáveis por 98% do total de fãs dos clubes da Liga BBVA. Após estes dois clubes, surge o Malaga com apenas 0,1% do número de fãs do Barcelona.
Finalmente, a Real Sociedad foi o clube que apresentou a maior taxa de crescimento (10%) tendo passado de 20.000 para cerca de 22.000 seguidores.
[table id=140 /]
Nota 1: Valores arredondados aos milhares.
Nota 2: Valores recolhidos a 18 de Abril de 2013.
Siga-nos no Facebook! https://www.facebook.com/FootballIndustry